“No princípio era o VERBO”
(Jo 1,1)

“No princípio era o VERBO”
(Jo 1,1)

Se através de nossos esforços na educação conseguirmos acender uma fagulha de amor e humanidade, inclusive quando seja somente em um punhado de jovens, já estaremos fazendo nossa parte na construção de um mundo melhor para se viver, o que nos permitirá impulsionar a causa do Reino de Deus. (El ministério educativo SVD como misión de diálogo, nº2)

REFERENCIAL TEÓRICO

Evolução das marcas

REFERENCIAL TEÓRICO

Design de Identidade de marca

Arquitetura de marca

A literatura nos mostra que a arquitetura de marca refere-se à hierarquia das várias marcas existentes dentro de uma organização. É o inter-relacionamento da empresa master com as subsidiárias, com os produtos e serviços, e deve refletir a estratégia de marketing. O design da identidade da marca traz consistência, ordem visual e verbal. A arquitetura pode ser de marca monolítca (marca subsidiária igual à marca-mãe | Ex: Fedex), de submarca (marca subsidiária herda traços da marca-mãe | Ex: Adobe) ou endossada (marca-mãe chancela marca subsidiária | Ex: Apple), de marca pluralística (marca-mãe pode ser invisível | Ex: Unilever).

A estratégia de mercado define a arquitetura

Monolítica: marca-mãe presente nas submarcas

Endossada: Submarca faz referência à marca-mãe

Pluralística: submarcas independentes da marca-mãe

Posicionamento = percepção

Sequência de cognição

A ciência da percepção investiga como os indivíduos reconhecem e interpretam os estímulos sensoriais. O cérebro reconhece e memoriza primeiramente as formas. As imagens visuais podem ser lembradas e reconhecidas de forma direta, enquanto o significado das palavras tem que ser decodificado. A leitura não é necessária para identificar formas, porém a identificação de formas é necessária para a leitura. O cérebro reconhece formas distintas que fazem uma impressão mais rápida na memória. A cor, que vem em segundo lugar, pode incitar uma emoção e evocar uma associação da marca. As cores diferenciadoras devem ser escolhidas não só para construir uma consciência de marca, mas também para expressar a diferenciação. O conteúdo vem em terceiro lugar, depois da forma e da cor.

DESAFIOS | PROBLEMAS

Identidade atual

A marca NO mundo

Identidades heterogêneas
[de rede]

As marcas das obras da Congregação espalhadas pelo mundo têm pontos de identificação da marca-mãe, mas não seguem critérios e nem padrões de extensão.

EXPECTATIVAS

Embaixadores da marca

"Nossa marca deve traduzir o cerne da congregação: raízes de tradição e asas que conectam ao futuro."
Profª Karla Vignoli
"A marca precisa ser contemporânea e ter humanidade, agregando jovialidade à tradição."
Prof. Giovânio
Diretor
CES/JF
“Uma marca internacional, que carrega a força da tradição agregada à novidade, à evolução.”
Profª Clea Mattos
"Uma marca que transmita solidez, antenada às novas necessidades e propostas do mercado."
João Guilherme Porto
"Uma marca que mostre nossos diferenciais: acolhida, espiritualidade, abertura, inovação e diálogo.”
Ronaldo Pimenta
"A marca deve ter design moderno, valorizar nossa qualidade e demonstrar nosso acolhimento."
Flávia Gonçalves
ANÁLISE

Pilares da marca

O HUMANO

O elemento humano é essencial na construção de uma marca educacional, por legitimar o protagonismo do educando e valorizar a influência do educador.

A EDUCAÇÃO

O livro é muito significativo, pois representa a "Palavra", que dá propriedade ao nome "Verbita", além de ser o símbolo universal da educação.

A ABRANGÊNCIA

Abrangência no sentido da atuação global, da internacionalização das ações em rede e no sentido de ampliação da mente - do conhecimento de mundo.

A ACOLHIDA

O sentido de comunidade, a sinergia entre as unidades, a integração de pessoas, o intercâmbio de ideias, a colaboração entre os pares e a troca de experiências em rede.

A PRESENÇA

Presença é a ação de cada unidade em seu contexto, sendo uma referência local e tendo a sua presença ampliada pela abrangência global de sua rede.

O DESIGN

Além da estética contemporânea do design, a inovação da marca propõe um diálogo com as novas gerações, preservando o legado e criando conexões com o futuro.

PROCESSO CRIATIVO

O conceito

DESIGN

A marca

APLICAÇÕES

Extensão da marca

DOWNLOAD

Manual e arquivos

Preencha este formulário para baixar os arquivos

Obrigado!
Oops! Algum erro aconteceu. Envie novamente.